sábado, 1 de setembro de 2012

Semeador de Sorrisos, várias histórias numa vida



Esta é a primeira postagem do Semeador de Sorrisos, porém vou considerar como o primeiro capítulo, pois este espaço terá começo, meio e fim.
Sigo a sugestão de um amigo. Sempre que comento sobre a vontade de compartilhar alguns momentos registrados em minha memória ou situações inusitadas, muitas vezes divertidas,  ele sugere que eu crie um blog para começar de uma vez por todas.
O tema está definido e o conteúdo vai fluir de acordo com minhas lembranças e novas experiências, portanto, não há porquê protelar.
Tratam-se de fatos reais, intercalados com textos de minha autoria. Tomei a decisão, entretanto, de não expor os verdadeiros atores das histórias que serão contadas aqui, ninguém saberá sobre quem estou escrevendo, a não ser que alguém se identifique e se reconheça em determinado personagem. Adotarei nomes fictícios e em nenhum momento revelarei quais acontecimentos estão relacionados à minha família, a de amigos ou o que são “causos” de terceiros.

Pronto, já dei a largada. O mais difícil, que é o princípio de tudo.

2 comentários:

  1. Linda ideia, Rose! Percebe-se a sua sensibilidade pela escolha do título. Para colher é preciso semear. E mais: para se ter uma boa colheita, é preciso escolher as sementes certas, plantá-las e adubá-las. Todos tentam, à sua maneira, mas poucos conseguem os resultados. Certamente, no caminho, faltou a serenidade, nas tempestades, e a humildade...
    Parabéns pela iniciativa!

    ResponderExcluir
  2. Agradeço muitíssimo sua participação e seu carinho!!!

    ResponderExcluir